4 de nov. de 2013

Missão no espaço

No dia 26/02/2013 sonhei que... 
Eu estava numa competição de alguma coisa. Minha equipe era eu, a Carol e o Dudu (nome fictício) e nós tínhamos que completar todas as missões antes das outras equipes. Recebemos um aparelho de comunicação, tipo um celular. 
COMEÇOU! 
Nossa primeira missão era entrar num carrinho e matar pessoas que tivessem com controle remoto na mão. Entramos no carrinho e o Dudu foi dirigindo em linha reta. Tinha grama alta na frente que impedia a passagem, e pra tirar a grama tínhamos que usar o aquele aparelho, apertando um botão nele. (...)


Continuamos indo pra frente, até que chegamos numa cerquinha, e dentro dela tinha um homem controlando um carrinho com um controle remoto. Entramos por um espaço que tinha, pois a cerca era inquebrável, e atropelamos o cara. Procuramos mais alguma vítima, e vimos um aviãozinho de controle remoto, mas tínhamos que achar quem estava controlando ele. Aí a Carol viu que quem controlava era uma mulher em cima de um prédio, mas como fazer ela cair para podermos matá-la? Então pegamos um pombo e o Dudu amarrou uma linha no pé do pombo e fez o pombo voar até lá em cima enrolar a linha na mulher. O pombo foi até lá e fez, aí nós puxamos a linha e a pessoa caiu. Missão concluída. 

Nossa segunda e última missão era espacial, mas nessa só 2 pessoas poderiam entrar no foguete, então fui eu e a Carol. A missão consistia em ir para um planeta x, e cada equipe devia ir a um planeta diferente. Tínhamos que ir até uma base espacial para coletar o máximo de bandeirinhas espalhadas pelo planeta, usando só os recursos disponíveis na base. Então entramos no foguete, eu tava com um pouco de medo, mas a Carol não. Começou a contagem regressiva do lançamento: 10, 9, 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2, 1... e fomos. Durante a ida, dormimos no foguete, mas quando estava perto, tocou um alarme que nos acordou, avisando que estávamos chegando.

Chegando lá, entramos na base, e lá tinha:
- 2 saquinhos de plástico que fechavam;
- Uma corda
- Um pedaço de madeira
 2 travesseiros 
- Uma latinha de comida

 Então fomos em busca das bandeirinhas. A Carol foi pra um lado e eu para outro. Ela achou um carrinho e voltou pra me pegar, pra irmos juntos no carrinho. Ficamos 8 horas procurando bandeirinhas, e achamos 20. 
Voltamos para a base. Eu abri a latinha de comida, tinha 1 garrafinha de pizza. A Carol pegou a garrafinha, derramou na mesa e a pizza se formou, aí ela dividiu a pizza comigo. Terminamos de comer, pegamos o saquinho e o travesseiro, voltamos para o foguete e decolamos. Durante a viagem ficamos com vontade de cuspir, por causa daquela pizza, então a gente cuspiu no saquinho. O tempo passou e dormimos, e quando eu acordei lá dava pra vê a Terra. 
Eu acordei a Carol e disse "olha que linda a Terra" e ao mesmo tempo fiquei com medo, não sabia onde nem como iríamos cair, estávamos cada vez mais perto. Caímos em um rio, já estava anoitecendo, era 18:40, saímos e andamos em direção à terra. Um homem estranho pegou a carol, então eu joguei o saquinho de catarro nele e ele soltou ela. Eu peguei o aparelho que ganhamos no início da competição e digitei: "teleport". Fomos teletransportados para minha casa, e apareceu escrito no aparelho "you lose!" 
Fui direto pra cama deitar, e ela também veio deitar na minha cama, só que ela deitou na vertical e eu na horizontal, aí ela botou o pé no meio da minha perna e ficou mechendo o pé, tava super legal. Aí eu acordei"

(Por: Marcus Rerre)

Nenhum comentário:

Postar um comentário